Tabelas de Frete

Metodologia usada no site Tabelas de Frete para apuração do custo operacional e formação de preço dos serviços de transporte de carga e passageiros

O site Tabelas de Frete tem como objetivo consolidar em um único local, os critérios e as normas gerais que norteiam a sistemática tarifária para auxiliar transportadores, embarcadores, fornecedores e compradores na Apuração dos Custos Operacionais e Formação de Preço dos Serviços de Transporte de Carga e de Passageiros

A forma de apuração dos custos tem como base critérios e métodos consagrados pelo mercado, assim como pelas principais entidades envolvidas com esse assunto como NTC &Logística e FIPE. Confira, abaixo, os critérios e as fórmulas de cálculo dos principais custos relacionados a prestação dos serviços de transporte, constantes das planilhas e tabelas aprsentadas no site.

Os Critérios

O método adotado é o do custo direto, que possibilita melhor análise e comparação entre os equipamentos. Neste sistema, de custos operacionais, verifica-se a necessidade de uma classificação. O site adotou, então, dois grupos de custos: Vale lembrar que para a apuração do custo do veículo leva-se em consideração apenas o custo operacional do veículo, ou seja, o custo do veículo em operação, não se computando, portanto, as despesas administrativas, remuneração de instalações, almoxarifado e ociosidade.

Custos Fixos Mensais

Compostos pelos custos ligados diretamente ao veículo que não variam com a quilometragem rodada pelo veículo.

DEPRECIAÇÃO

Para o cálculo da depreciação optou-se pelo método linear, que satisfaz plenamente as necessidades. Para a realização do cálculo são necessários, apenas a determinação do valor do veículo novo (que o site adotou como sendo o preço do veículo zero quilômetro) o tempo de utilização do mesmo e o seu valor de revenda após este tempo (valor verificado nas tabelas de veículos usados).
Assim, o valor apresentado na planilha, representa a desvalorização média mensal, é resultado da fórmula:

 
         
      VN: valor do veículo novo
VU: valor do veículo usado (com n anos de uso)
  n: número de anos de uso
   
                 

REMUNERAÇÃO

Pela existência de um custo de oportunidade é que se inclui este custo na planilha do veículo, ou seja, o investimento feito no veículo pressupõe um retorno ou remuneração mínima do capital investido. Por outro lado, investir significa deixar de distribuir lucros, além de existir sempre a parcela de risco.

E, finalmente, investir em um projeto significa perder a oportunidade de realizar outros menos arriscados. Por estes argumentos é que foi incluído o custo teórico e sem base material nas planilhas do site.

Do ponto de vista da legislação do Imposto de renda, só é permitido deduzir como despesas os juros sobre empréstimos, mas não sobre o capital próprio. Operacionalmente, a maior dificuldade está na determinação da taxa de juros a ser adotada.

O economia transporte admite a taxa de 6% ao ano, paga pela poupança.

Para calcular o seu valor basta utilizar a fórmula:

 

 
       
                          VN, n , k são os mesmos da depreciação  
                 

SALÁRIO DO MOTORISTA

O valor da planilha engloba o salário do motorista (inclusive cobrador no caso dos ônibus urbanos) e encargos sociais (férias, décimo terceiro, salário família, entre outros) – veja parâmetros utilizados.

LICENCIAMENTO

Este item contempla as principais taxas que um veículo paga para rodar legalmente - IPVA, seguro obrigatório e licenciamento (tendo como base da cidade de SP), convertidas para valores mensais, ou seja, o valor total anual dividido por 12.

SEGURO DO CASCO

Valor cobrado pelas seguradoras para cobrir o risco de roubo e furto alem de prejuízos causados por colisões. Como base do cálculo utilizou-se o valor médio entre o veículo novo e o usado e os valores anuais também foram convertidos em mensais, assim como no licenciamento.

Custos Variáveis (km)

Para o cálculo dos custos variáveis, utilizou-se de forma geral a fórmula:

 

COMBUSTÍVEL

O gasto com combustível é calculado com a fórmula geral. O gasto é representado pelo preço de um litro de combustível e consumo pela média (km/l) que o veículo faz. A divisão do primeiro pelo segundo dá o valor apresentado nas planilhas.

PNEUS, CÂMARAS, PROTETORES E RECAPAGENS

O valor representa o gasto com rodagem e a quilometragem alcançada pela carcaça, de nova até o seu sucateamento, passando pelo número de recapagens economicamente viável em cada operação
 

PEÇAS, MATERIAL DE OFICINA E MÃO DE OBRA

Representa o gasto médio mensal com peças e mão de obra de oficina, ou seja, o gasto total para manter o veículo em perfeito estado de conservação.

Não se considera, porem, gastos com pneus e óleo de motor, pois, estes possuem um item específico.> Para o seu calculo basta dividir o gasto médio mensal com os peças e mão de obra pela quilometragem média rodada por mês. Como forma de facilitar os cálculos e as atualizações o site utilizou um percentual sobre o valor do veículo novo para representar estes gastos.
 

LUBRIFICANTES (ÓLEO DO MOTOR)

Optou-se em destacar somente o óleo de motor, entre os lubrificantes utilizados pelos veículos, os demais assumiu-se que os gastos com a manutenção já contempla. Assim sendo, o seu calculo se resume em dividir o gasto com os litros de óleo gasto na troca mais os litros que são necessários remontar entre as trocas pelos intervalo de quilômetros entre trocas indicado pelo fabricante do veículo e do óleo lubrificante.

LAVAGENS E GRAXAS

Os gastos com lavagem e engraxamento foram incluídos nas planilhas por serem relevantes e necessários nas operações de transporte tanto de carga quanto de passageiros. Para seu calculo estimou-se um número adequado de lavagens por mês e dividiu-se o gasto com estas lavagens pela média de quilometragem rodada pelos veículos durante um mês.

PREÇOS EM DETALHES

Os preços, assim como os demais valores apresentados neste site têm o intuito de ser apenas uma referência, pois, apesar de ser real sua base de dados, representa médias que muito provavelmente não substituem, de forma alguma, as características particulares de cada uma das empresas e suas regiões.

Os preços são baseados em custos e produtividade, ou seja, a partir das planilhas de custos dos veículos, são acrescentadas as despesas administrativas, os impostos e uma margem de lucro. O total atingido é então dividido pelas unidades produzidas – toneladas e passageiros transportados, quilômetros rodados, diárias/mês, horas/dia, etc.

MENSAL
R$ 119 no boleto ou cartão
Popular
TRIMESTRAL
R$ 240 no boleto ou cartão
SEMESTRAL
R$ 450 no boleto ou cartão
ANUAL
R$ 800 no boleto ou cartão
Endereço

Rua Batataes, 391 - Sala 63
Jardim Paulista, São Paulo-SP,
Brasil - 01423-010

Telefone

(11) 3051-2407

E-mail

contato@tabelasdefrete.com.br

Tabelas de Frete © Todos os direitos reservados.